Baiana, ministra dos Direitos Humanos diz que não receber R$60 mil é “análogo à escravidão

0
6

Durante o feriado de Finados, nesta quinta-feira (3), a ministra do Direitos Humanos, Luislinda Valois, requereu receber seu salário integral da atual função junto à aposentadoria de desembargadora – também paga pelo Estado- o que somaria R$ 61 mil, mais de 30 a mais do que o teto constitucional. Entre as justificativas, disse que trabalhar sem receber esta contrapartida “se assemelha ao trabalho escravo”.

Depois de ser muito criticada pela afirmação, a baiana decidiu arquivar o requerimento.

 

Fonte: R7.COM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui