Jaques Wagner critica eventual disputa partidária na eleição do Bahia

0
4

O ex-Governador e atual Secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Jaques Wagner, criticou eventuais disputas partidárias na eleição presidencial do Bahia, através da sua conta oficial no Facebook, na noite da última segunda-feira (6). Ele alfinetou o ex-secretário de Desenvolvimento Urbano de Salvador, Guilherme Bellintani, que oficializou candidatura ao pleito na semana passada, com a chapa fruto da aliança entre o Simplesmente Bahia e a Revolução Tricolor. “Não são os partidos que dão o tom na vida do Clube. São seus sócios, conselheiros e torcedores que se articulam e constroem um Bahia cada vez mais transparente, mais forte, com melhor gestão e maiores resultados no futebol”, defendeu. “Mas não adianta fazer fakenews. Política partidária fica fora do Esporte Clube Bahia”, afirmou. Na eleição para presidente do clube em 2013, após intervenção judicial, Wagner apoiou a candidatura de Fernando Schmidt, seu secretário de Relações Internacionais na época. Schmidt foi eleito com a chapa “Diga sim a um novo Bahia” e comandou o clube até o final de 2014. O pleito deste ano está marcado para o dia 9 de dezembro. Além de Bellintani, a disputa terá outros quatro candidatos. São eles: o engenheiro Fernando Jorge, do Grupo Voz do Campeão, o advogado Abílio Freire, Mais um, Baêa! (MUB), e o torcedor-símbolo Flavio Alexandre, mais conhecido como Binha de São Caetano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui